Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3789
Título: O dualismo grafite vs pichação : arte grafite, tagging, pichação e pixo
Autor(es): Araújo, Marcos Antônio Cruz de
Orientador: Abrahão, Virginia Beatriz Baesse
Data do documento: 10-Jul-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Nesta pesquisa, buscamos explorar o grafite em sua discursividade e historicidade por meio do gênero discursivo tag, uma espécie de assinatura estilizada, tecendo uma análise de discurso sobre os enunciados concretos recolhidos como corpus na Grande Vitória-ES. Isso foi procedido com a finalidade de compreender como a sociedade brasileira constituiu o dualismo “grafite/ pichação” em sua Formação Discursiva. Serviram-nos de suporte teórico conceitos chave da Análise de Discurso (AD), como ideologia, sujeito, história e memória discursiva sempre em diálogo com a Linguística Aplicada (LA), em especial os estudos acerca do letramento, bem como a análise comparativa do par “ocupação/ invasão”. O cotejo da tag com os conceitos mencionados, ocorrido em concomitância com a pesquisa de campo (entrevistas e coleta de material textual do grafite capixaba), nos permitiu perceber como uma análise discursiva contrasta com o senso comum em torno do dualismo “grafite/ pichação” o qual materializa, no plano enunciativo, um conflito existente no plano ideológico. Na medida em que formulamos análises de um ponto de vista histórico e discursivo sobre o assunto, expusemos a perspectiva de movimentos sociais que praticam o grafite-tagging discordando da oposição entre esses dois termos.
With this research, we have sought to explore the discursivity and historicity of Graffiti by means of the discursive genre known as tag, which is a kind of stylized signature, weaving a discourse analysis over the concrete enunciates found and collected as corpus throughout the region of Grande Vitoria – ES. This procedure has been brought forth with the purpose of understanding how Brazilian society has comprised the dicotomy “Grafite/Pichação” within its discursive formation. Key-words of Discourse Analysis (DA) such as ideology, subject, history and discursive memory have served us as theoretical support, as well as to compare it with a previous analysis about the ocupation-invation opposition. The relation of the tag genre with the concepts that were mentioned above - which took place along with the field research (interviews and gathering of textual material with the local graffiti scene) - have allowed us to discern how a discursive analysis differs from the common sense built around such a dicotomy, which materializes on the enunciation plan a conflict that exists on the ideological plan. Summarily, as we put through the lens of analysis a historical and discursive point of view about the subject, we have exposed the perspective from certain social movements that have graffiti-tagging as a practice, disagreeing from such an opposition between those two terms.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3789
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8929_DISSERTAÇÃO DE MARCOS ANTÔNIO CRUZ DE ARAUJO20160318-82841.pdf8.96 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.