Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4441
Title: REDE GLOBO E TERRITORIALIDADES: CONTROLE E SOBREVIVÊNCIA SOB A ÓTICA DO PARADIGMA DA COMPLEXIDADE
Issue Date: 20-Nov-2015
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: MANTOVANELI, W. P., REDE GLOBO E TERRITORIALIDADES: CONTROLE E SOBREVIVÊNCIA SOB A ÓTICA DO PARADIGMA DA COMPLEXIDADE
Abstract: A presente pesquisa tem por objetivo investigar a relação entre a Rede Globo e o contexto da sociedade de controle. Para esse fim, descreveremos uma história das estratégias do comportamento da Rede Globo no âmbito político e econômico para que possamos situá-la no contexto pretendido sem, contudo, desfazermo-nos do amplo processo histórico que nos leva a tal relação. Estudaremos esse objeto e sua relação com o contexto a partir de uma visão sobre o social, que é o da economia política. A partir de definição proposta por Vincent Mosco, decidimos analisar o social em termos de mútua constituição entre a reprodução social (economia) e o poder de controle social (política), capaz de nos levar a uma concepção de um todo dinamizado pelo processo histórico. Do início aos presentes dias em que atua a família Marinho, é evidente seu papel durante o processo de industrialização e na consolidação de uma sociedade brasileira moderna relacionada ao contexto das relações globais de sobrevivência. O sistema de comunicação nacional que ajudaria a montar em território nacional passaria, cada vez mais, a coadunar-se com o sistema mundial de comunicação, capitaneado pelos Estado Unidos, sobretudo. Nessa conjunção, chegamos à sociedade de controle, formada por territorialidade global e local em relação recursiva. Para estudar todo esse processo não nos vimos confortáveis, antes, sem saber lidar com a complexa teia que envolve o social. Saber lidar com essa complexidade é, em primeiro lugar, conhecer as possiblidades que o conhecimento tem para produzir um pensamento condizente com as múltiplas relações organizadas em determinado sistema metodológico. Buscamos no paradigma da complexidade de Morin uma saída para entender o conhecimento e torná-lo coadjuvante no entendimento do que se tece em conjunto em sociedade. Ver nosso objeto a Rede Globo como ator importante no grande jogo da sociedade de controle envolve pensar os sistemas territoriais onde negocia seu poder, produzindo e sendo produzido ao mesmo tempo pelas forças sociais. Pensar em tantas relações e relações de relações não nos leva senão a render-se a um paradigma de complexidade, ou seja, de um conhecimento capaz de lidar com uma realidade composta de ordem e de caos em mútua constituição. Palavras-chave: Controle, Sobrevivência, Complexidade, Territorialidades, Rede Globo, Comunicação.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4441
Appears in Collections:POSCOM - Dissertações de mestrado



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.