Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4443
Title: O bonde passou : videoclipes de funk ostentação e o mercado musical brasileiro na Internet
Keywords: Funk ostentação;Indústria musical;Videoclipe;Internet
Issue Date: 19-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Abstract: A pesquisa tem como objetivo analisar a divulgação dos videoclipes dos artistas do funk ostentação do ponto de vista formal e mercadológico para se compreender o lugar que esse objeto cultural o funk ostentação ocupa no campo musical popular brasileiro hoje, e como sua lógica de produção e de midiatização a partir dos usos dos videoclipes na web estabelece modelos alternativos de inserção na indústria cultural para, após o sucesso, ser apropriado pela grande indústria fonográfica. A pesquisa analisa o campo do funk ostentação através do sucesso dos videoclipes divulgados por MC Gui e MC Guimê, artistas que alcançaram grande repercussão no YouTube e também se caracterizam por terem ganhado espaço em outras mídias, principalmente TV e rádio. A partir do caminho histórico que percorremos no decorrer do trabalho, compreendemos que o funk surgido no Rio de Janeiro chegou a São Paulo e foi adaptado com o rap em meio a um cenário de expansão da classe média, desenvolvimento econômico, maior acesso à internet, profissionalização dos agentes, surgimento de ferramentas de edição de vídeos que possuem interface facilitada para o usuário e ascensão das redes sociais, originando o funk ostentação nas periferias da maior metrópole brasileira. O funk ostentação está inserido em um sistema de circulação musical mainstream e enquadra-se nas estruturas da pop music, através do sucesso dos videoclipes disponibilizados na internet, mas também faz parte de um cenário independente com artistas que produzem e divulgam os seus próprios trabalhos. A pesquisa conclui que o videoclipe é essencial para a popularização do funk ostentação, através da dinâmica de circulação e divulgação de videoclipes no YouTube e há uma aproximação com os rappers dos EUA por meio da indumentária, da temática e dos objetos presentes nos videoclipes.
The research aims to analyze the release of videoclips from artists of ostentation funk from the formal and market perspective to understand the place that cultural object - the ostentation funk - occupies in Brazilian popular music field today and how their production logic and media coverage from the uses of video clips on the web establishes alternative models of integration in the cultural industry, for after the success to be appropriate by the larger music industry. The research analyzes the ostentation funk field through the success of videoclips released by MC Gui and MC Guimê, artists who have achieved great repercussion on YouTube and are also characterized by having gained ground in other media, especially TV and radio. From the historical background in the course of work, we understand that the funk that emerged in Rio de Janeiro arrived in São Paulo and was adapted to the rap amid a backdrop of expanding middle class, economic development, larger access to the internet,professionalization of agents, emergence of video editing tools that have facilitated user interface and rise of social networking, creating the ostentation funk on the outskirts of Brazil's largest metropolis. The ostentation funk is housed in a mainstream musical circulation system and is part of the structures of pop music, through the success of videoclips available on the Internet, but also it's part of an independent scenario with artists who produce and publish their own work. The research concludes that the videoclip is essential for the popularization of ostentation funk, through the dynamics of movement and dissemination of videos on YouTube and there is a rapprochement with US rappers through clothing, the theme and the objects present in the videoclips.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4443
Appears in Collections:POSCOM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat 
tese_9555_DISSERTAÇÃO_Rafaela Belo - Final.pdf3.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.