Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6889
Título: A construção da imagem social de Marjane Satrapi na graphic novel Persépolis via referenciação e atos de fala de (des)cortesia
Autor(es): Figueira, Mayra Duarte
Orientador: Lins, Maria da Penha Pereira
Data do documento: 20-Fev-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: As relações entre interlocutores constituem essencialmente uma exposição e ameaça às faces dos locutores. Por isso, durante as enunciações, os indivíduos buscam, normalmente, por meio de diferentes atos de fala e estratégias de polidez, evitar desconfortos ou conflitos para que não desconstruam sua própria face, nem a dos outros. Isso decorre de um contrato tácito socialmente estabelecido para um harmonioso convívio social. Entretanto, há situações em que determinados comportamentos linguísticos intencionais rompem com o princípio da harmonia, com a finalidade de atualizar atos de fala, tais quais repúdio e revolta. Além disso, em contextos sociointeracionais diversos, a escolha e ampliação de um objeto de discurso é capaz de sinalizar ações de cortesia e descortesia a depender de um contexto e, então, construir a face dos sujeitos. Diante disso, esta dissertação intenta observar o comportamento linguístico e não linguístico da atuação da personagem autora Marjane, protagonista da graphic novel Persépolis, edição completa de 2007. A hipótese principal é a de que a personagem utiliza atos de fala de (des)cortesia que contribuem para a representação de faces em construções sociais e, dentre as categorias dos atos de fala, os atos performativos se apresentam como uma forma de materializar a ação enunciada pela personagem Marjane e, assim, constituir a representação de sua face. Nesse sentido, o comportamento linguístico da personagem será analisado, a partir da interface entre fundamentação teórica da Pragmática e da Linguística Textual. Os estudos pragmáticos são aqui abordados, com base, principalmente, nos estudos de Goffman (1975) a respeito da construção de uma imagem social, em Brown e Levinson (1987), sobre as estratégias de polidez e construção de faces e nos estudos de Austin (1990) sobre os atos de fala. Além disso, utilizaremos Koch (2001,2008, 2011, 2012, 2015), Cavalcante (2009, 2011) e Mondada e Dubois (2003) no que concerne aos estudos sobre referenciação, categorização e recategorização. Além disso, utilizamos Cavalcante e Custódio Filho (2010), Ramos (2012) e Lins e Capistrano Jr. (2014) a respeito de referenciação e multimodalidade. Nos estudos sobre o gênero textual, buscamos aporte nos estudos de Bakhtin (2011) e Marcuschi (2008) e sobre Graphic Novel, utilizamos Ramos (2009) e Ramos e Figueira (2011).
Relationships between interlocutors essentially constitute a demonstration and a threat to the face of locutors and utterers. For this reason, during enunciations individuals normally intend to, via different speech acts and politeness strategies, avoid conflicts in order not to deconstruct neither their own nor others’ faces. This is due to a tacit agreement socially established in order to promote harmonic social interaction. However, there are situations in which intentional linguistic behaviors that break with the principle of harmony, with the purpose of informing speech acts such as distaste and insurgency. Moreover, in different sociointeractional contexts, the choice and the expansion of an object of discourse can sign out, case by case, acts of courtesy and discourtesy, and build, thus, a face for subjects. Faced with these arguments, this dissertation aims to scrutinize linguistic and non-linguistic performance of author surrogate Marjane, central character of Persepolis, a graphic novel fully edited in 2007. Its main hypothesis is that the main character deploys (dis)courtesy acts, that contribute to the representation of faces in social constructs. Among them, performative acts that reveal themselves to be a way to materialize an action announced by the character Marjane and, thus, to construct a representation of her face. Therefore, this character’s linguistic behavior will be analyzed stemming from the interface of Pragmatics and Textual Linguistics. Pragmatic studies will be approached based on Goffman (1975), regarding the construction of a social image, Brown e Levinson (1987), regarding politeness strategies and the construction of faces and Austin (1990) regarding speech acts. Also, we will base ourselves in Koch (2001, 2008, 2011, 2012, 2015), Cavalcante (2009, 2011) e Mondada e Dubois (2003), regarding studies on reference, categorization, and recategorization. Additionally, we will bring upon the studies of Cavalcante e Custódio Filho (2010), Ramos (2012) e Lins e Capistrano Jr. (2014) about reference and multimodality. In respect of this textual genre, we will base ourselves on the work of Ramos (2009) e Ramos e Figueira (2011).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6889
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11734_Mayra Duarte - Disserta__o PPGEL - UFES.pdf8.88 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.