Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7645
Título: Caracterização de painéis aglomerados produzidos com madeira de eucalipto e resíduos lignocelulósicos agroindustriais
Autor(es): Martins, Rhagnya Sharon Ferreira
Orientador: Gonçalves, Fabricio Gomes
Coorientador: Vidaurre, Graziela Baptista
Palavras-chave: Adesivo
Carpelo de noz macadâmia
Pergaminho de café
Caule de mamoeiro
Adhesive
Carpel of macadamia nut
Parchment coffee
Papaya stalk
Data do documento: 16-Nov-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo caracterizar painéis aglomerados confeccionados com madeira de eucalipto em mistura com resíduos advindos da atividade agrícola (carpelo de noz macadâmia, pergaminho de café e caule de mamoeiro), usando como aglutinantes os adesivos ureia formaldeído e tanino ureia formaldeído. Analisaram-se as propriedades físicas densidade aparente, absorção de água e inchamento em espessura; as propriedades mecânicas resistência à flexão estática, arrancamento de parafusos, tração perpendicular (ligação interna) e dureza Janka; e a emissão de formaldeído. Os painéis aglomerados em sua maioria foram classificados como de média densidade; apesar do aumento do percentual de resíduos na composição dos painéis aglomerados e a substituição de 10 % de resina ureia formaldeído por extrato tânico terem promovido a redução das propriedades físicas, os aglomerados atenderam às especificações de desempenho para absorção de água e inchamento em espessura. Os valores médios das propriedades mecânicas tração perpendicular (ligação interna), arrancamento de parafuso e dureza Janka obtidos para os resíduos estudados no geral atenderam aos padrões de qualidade normativos, com exceção da propriedade flexão estática. A adição de 10% de extrato tânico na resina ureia formaldeído reduziu 22,5% a emissão de formaldeído livre nos painéis aglomerados. Os resultados obtidos indicam o potencial de utilização dos resíduos lignocelulósicos caule de mamoeiro, carpelo de noz macadâmia e pergaminho de café como matéria-prima para fabricação de painéis aglomerados, sendo estes não recomendados apenas quando submetidos a tensões de flexão.
The present work had as objective to characterize particleboard made from eucalyptus wood in combination with waste from agricultural activity (carpel of macadamia nut, parchment coffee and papaya stalk), using as urea formaldehyde adhesives and binders tannin urea formaldehyde. Analysed the physical properties density, water absorption and swelling in thickness; the mechanical properties static bending strength, tensile perpendicular (internal link) and Janka hardness; and the emission of formaldehyde. The particleboards have been classified as mediumdensity. Despite the increase in the percentage of residues on composition of particleboard and replacing 10% of urea formaldehyde resin by tannic extract have promoted the reduction of the physical properties, the particleboard attended performance specifications for water absorption and swelling in thickness. The average values of mechanical properties perpendicular traction (internal link), and Janka hardness obtained for the studied wastes generally met quality standards, with the exception of bending property. The addition of 10% urea formaldehyde resin tannic extract reduced 22.5% the emission of free formaldehyde in the particleboard. The results indicate the potential for the use of lignocellulosic waste papaya stalk, carpel of macadamia nut and parchment coffee as a raw material for the manufacture of particleboard, which are not recommended when subjected to bending stresses.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7645
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10376_Rhagnya 2016.pdf1.27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.