Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7689
Título: Produção de serapilheira e decomposição dos resíduos da colheita em povoamento de Eucalyptus no Espírito Santo
Autor(es): Moura, Roberto Rorras dos Santos
Orientador: Caldeira, Marcos Vinicius Winckler
Coorientador: Gonçalves, Elzimar de Oliveira
Rangel, Otacilio José Passos
Palavras-chave: Ciclagem biogeoquímica
Ciclagem de nutrientes
Fertilidade do solo
Teores de nutrientes
Litterbags
Biogeochemistry cycling
Soil fertility
Concentration of nutrients
Data do documento: 29-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A utilização eficiente de técnicas de manejo florestal proporciona um aumento na produtividade florestal, bem como uma sustentabilidade do ecossistema. Desta forma, o conhecimento sobre a produção de serapilheira e de sua taxa de decomposição é de extrema importância, por fazerem parte do processo de ciclagem de nutrientes, promovendo assim uma melhor fertilidade do solo. Este estudo teve como objetivos, quantificar a quantidade de nutrientes da serapilheira, avaliar a taxa de decomposição de resíduos florestais e caracterizar a fertilidade do solo em um povoamento de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, Aracruz, ES. O estudo foi realizado em um povoamento comercial de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, localizado em Aracruz, Espírito Santo. Para a amostragem da serapilheira depositada, decomposição de resíduos florestais e amostragem de solo utilizadas 6 parcelas (30 x 30m), demarcadas de forma sistemática em uma área de 9,16 ha. Para amostragem da serapilheira depositada, mensalmente em cada parcela, foram coletadas cinco amostras desse material depositado. Em seguida este material foi separado nas frações folhas/miscelânea e galhos. Foram determinados os teores, as quantidades e a eficiência de uso de nutrientes. A taxa de decomposição de resíduos florestais foi realizado pelo método de perda de massa em bolsas de nylon (litterbags). Os tratamentos foram constituídos pelas frações folhas, galhos, casca e a mistura dos três resíduos florestais, sendo destruídos em cada parcela 5 liiterbags por tratamento. As coletas dos litterbags foi realizada aos 0, 30, 90, 180 e 365 dias após a instalação dos litterbags. Após coletado o material, as amostras foram enviadas ao laboratório para determinar os teores de nutrientes nos seus respectivos, períodos de decomposição. Os dados foram analisados por meio programa Assistat 7.7. Para amostragem da fertilidade do solo, foram realizadas coletas nas camadas de 0-5 cm, 5-10 cm, 10-20 cm e 20-40 cm, nas linhas plantio (LP) e entrelinhas do plantio (ELP). Os dados dos atributos físicos e químicos do solo das LP e ELP foram analisados por meio da análise de componentes principais (ACP), com o uso do programa R. A produção de serapilheira apresentou variação mensal nas duas frações estudas, com uma deposição total de 4.797,17 kg ha-1 ano-1 aos 38 meses (3,1 anos) de idade. A fração folhas/miscelânea correspondeu, em média, 73%, o qual também foi a responsável pela maior parte do retorno de nutrientes via serapilheira depositada. A eficiência na utilização dos macronutrientes foi evidenciada pela seguinte ordem P > S > Mg > K > Ca > N e a dos micronutrientes Mo > Cu > Zn > B > Fe > Mn > Na. A taxa de decomposição (k) dos resíduos florestais foi considerada lenta, apresentando variações de 0,0010 a 0,0024 para os tratamentos estudados, indicando um tempo necessário de 505 a 1087 dias para a renovação total da serapilheira. Os teores dos macronutrientes apresentaram variações em todos até os 180 dias, com maiores teores nas frações folhas para N, P, K e Mg, e para a fração galhos o macronutriente Ca. O solo da área deste estudo possui características de elevada acidez para os dois locais (LP e ELP). As duas primeiras camadas do solo (0-5 e 5-10 cm) concentram os maiores teores de nutrientes disponibilizados à vegetação, devido ao aporte e a decomposição da matéria orgânica sobre o mesmo. Em geral, as interpretações dos componentes principais foram semelhantes para as quatro camadas de solo estudadas para os dois locais amostrados. De modo geral, o retorno de nutrientes por meio da serapilheira é bastante significativo no processo de ciclagem de nutrientes, por melhorar a qualidade da fertilidade do solo com a decomposição dos resíduos florestais depositados.
Efficient use of forest management techniques provides increased forest productivity and a sustainable ecosystem. Thus, knowledge of the litter production and its rate of decomposition is extremely important to be part of the nutrient cycling process, thus promoting better soil fertility. This study aimed to quantify the nutrient content of litter produced and evaluate its rate of decomposition, in a stand of Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, Aracruz, ES. For the sampling of litterfall and its decomposition were used six plots (30 x 30m), marked systematically in an area of 9.16 ha. Each plot contained five collectors 1m² distributed systematically being collected monthly litter deposited on them. Then this material was separated into fractions leaves / branches and miscellany. The contents, content and nutrient use efficiency. The rate of decomposition was performed by the weight loss method in nylon bags (litterbags). The treatments consisted of different fractions, with leaves, twigs, bark and waste combined (mixture of the three plant residues), which were distributed in each plot five litterbags each treatment. The collections of litterbags were performed at 30, 90, 180 and 365 days after installation of litterbags. After collecting the material, samples were sent to the laboratory to determine nutrient levels. Litter production had monthly variation in both studied fractions, with a total deposition of 4797.17 kg ha-1 yr-1, between 27 and 38 months old. The biomass fraction of leaves / miscellany corresponded on average 73%, which was also responsible for most of the return of nutrients through litterfall. The efficient use of macronutrients was evidenced in the following order P > S > Mg > K > Ca > N and the Mo micronutrients > Cu > Zn > B> Fe> Mn. The decomposition rate (k) of the plant residues was considered slow, and variations between 0.0010 and 0.0024 for the experimental treatments, indicating a time xi required 505-1087 days for the complete renewal of the litter. All levels of macronutrients were variations up to 180 days, with higher nutrient content in the fraction sheets for N, P, K and Mg, and the branches fraction Ca. Generally, the return of nutrients through the litter is significant in nutrient cycling processes by improving soil fertility with the decomposition of forest residues deposited.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7689
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9508_Roberto Rorras dos Santos Moura2016.pdf2.86 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.