Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8199
Título: Uso tópico do alendronato de sódio associado ao bio-oss® no reparo de defeitos ósseos : estudo histomorfométrico em calvária de ratos
Autor(es): Musso, Douglas Bertazo
Orientador: Silva, Daniela Nascimento
Coorientador: Bertollo, Rossiene Motta
Palavras-chave: Transplante Heterólogo
Alendronato
Calvária
Ratos
Skull
Rat
Data do documento: 4-Dez-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MUSSO, Douglas Bertazo. Uso tópico do alendronato de sódio associado ao bio-oss® no reparo de defeitos ósseos: estudo histomorfométrico em calvária de ratos. 2015. 54, [8] f. Dissertação (Mestrado em Clínica Odontológica) - Universidade Federal do Espirito Santo, Centro de Ciências da Saúde.
Resumo: O alendronato de sódio (ALN) tem demostrado um efeito anabólico no reparo ósseo quando associado aos enxertos provenientes de osso bovino liofilizado, porém a forma de administração e a concentração ainda são objeto de investigação. Objetivo: Esta pesquisa avaliou o efeito do uso tópico do ALN a 0,5%, utilizado isoladamente ou associado ao osso bovino liofilizado (Bio-Oss®), sobre o percentual de neoformação óssea e a absorção dos grânulos do enxerto. Metodologia: Duas cavidades de 5mm de diâmetro foram confeccionadas na calvária de 18 ratos Wistar e preenchidas com: ALN 0,5% veiculado em esponja de gelatina (grupo A - GA); BioOss® (grupo B - GB); Bio-Oss® embebido em ALN 0,5% (grupo AB - GAB); coágulo sanguíneo (grupo controle - GC). Os animais foram eutanasiados aos 90 dias pósoperatórios. Os espécimes foram analisados histologicamente (hematoxilina/eosina) e por histomorfometria com auxílio do software AutoCAD®, quanto ao percentual de neoformação óssea e de remanescentes de grânulos de Bio-Oss®. Na análise estatística, os grupos foram comparados utilizando o teste t de Student para amostras pareadas (p ≤ 0,05). Resultados: As médias dos percentuais de neoformação óssea foram: GA = 40,4 ± 22,2; GB = 46,0 ± 22,0; GAB = 29,9 ± 17,8; GC = 49,9 ± 16,4, enquanto a média dos percentuais de remanescentes de grânulos de Bio-Oss® foram: GB = 9,2 ± 4,5 e GAB = 12,2 ± 7,2%. Houve diferença estatisticamente significativa no percentual de neoformação óssea apenas entre o grupo GC e GAB (p = 0,025), com preenchimento tecidual do defeito ósseo sem diferença estatística em virtude da presença dos grânulos do enxerto. Não houve diferença estatisticamente significativa no percentual de remanescentes de grânulos entre os grupos. Conclusão: O uso do ALN 0,5% tópico isoladamente nas cavidades ósseas não alterou o percentual de neoformação óssea. Quando associado ao Bio-Oss®, diminuiu o percentual de neoformação óssea e não interferiu na reabsorção dos grânulos do enxerto.
Alendronate of sodium has shown the anabolic effect in bone healing when associated in the grafts from lyophilized bovine bone, but a form of administration and the concentration are still under investigation. Objective: This study evaluated the effect of topical of 0.5% ALN, used alone or in association with the lyophilized bovine bone (Bio-Oss®), on the percentage of bone formation and absorption of graft. Methodology: Two 5mm diameter cavities were made in the cranium of 18 Wistar rats and filled with 0.5% ALN, broadcasted in gelatin sponge (Group A – GA) Bio-Oss® (Group B – GB); Bio-Oss® soaked in 0.5% ALN (Group AB – GAB); blood clot (Control Group – GC). The animals were euthanized at 90 days postoperatively. The specimens were analyzed histologically (hematoxylin-eosin) and for histomorphometric analysis with the aid of AutoCAD® software, as the percentage of bone formation and remnants of Bio-Oss® granules. In the statistical analysis, the groups were compared using the “t” test of Student for paired samples (p<= 0.05). Results: The mean bone formation percentages were: GA = 40.4 ± 22.2%; GB = 46.0 ± 22.0%; GAB = 29.9 ± 17.8%; GC = 49.9 ± 16.4%, as long as the average of the percentages of the remaining granules of Bio-Oss was GB = 9.2± 4.5; GAB = 12.2 ± 7.2%. There was a significant statistical difference in the percentage of bone formation only between CG and GAB (p = 0.025), with the defect filled in without statistical difference as result of the presence of the granules of the graft. There was no significant statistical difference in the percentage of remaining granules between the groups. Conclusion: The topical use of ALN 0.5% isolated in the bone cavities did not change the percentage of bone formation. When combined with Bio-Oss®, decreased the percentage of bone formation and did not interfere in the reabsorption of the graft.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8199
Aparece nas coleções:PPGCO - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9394_Dissertação Douglas Final 2.pdf1.79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.