Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8319
Título: Violência contra a mulher ao longo da vida: estudo entre usuárias da atenção primária
Autor(es): Santos, Ione Barbosa dos
Orientador: LEITE, F. M. C.
Data do documento: 20-Dez-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SANTOS, Ione Barbosa dos. Violência contra a mulher ao longo da vida: estudo entre usuárias da atenção primária. 2017. 82 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2017.
Resumo: Introdução: A violência configura-se como um fenômeno gerador de graves consequências para a saúde da mulher, manifestada pelas desigualdades de gênero. Mulheres em situação de violência são atendidas diariamente nos serviços de saúde e, em geral, não são identificadas como vítimas; fato que contribui para subnotificação e manutenção da violência como epidemia silenciosa. Objetivos: Estimar a prevalência de violência contra a mulher por parceiro íntimo, ao longo da vida, entre usuárias cadastradas em unidades de saúde do município de Vitória, Espírito Santo, e, investigar a associação com as características socioeconômicas, comportamentais e experiência de vida da mulher. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, que avaliou os dados de uma pesquisa, realizada no período de março a setembro de 2014, em 26 unidades de saúde do município de Vitória, onde foram entrevistadas 991 usuárias com idade entre 20 e 59 anos. Instrumentos próprios para coleta de dados socioeconômico e comportamental foram utilizados. Para identificação das violências (psicológica, física e sexual) foi aplicado o instrumento da Organização Mundial de Saúde intitulado World Health Organization Violence Against Women. Resultados: As prevalências de violência contra a mulher praticada pelo parceiro íntimo, ao longo da vida, foram: psicológica 57,6% (IC95%: 54,660,7); física 39,3% (IC95% 36,242,3) e sexual 18,0% (IC95% 15,720,5). Mulheres com até oito anos de estudos, pertencentes ao grupo de menor renda, divorciadas/separadas, cuja mãe sofreu violência por parceiro íntimo, fumantes e com histórico de uso de drogas; apresentaram maiores prevalências de abuso psicológico, físico e sexual (p<0,05). Produto: Confecção de uma tecnologia educacional em formato de álbum seriado, abordando as formas de violência contra a mulher, os impactos da violência para saúde da mulher e para a família e as redes de enfretamento existentes no município de Vitória. Conclusão: Constatou-se elevada prevalência de violência por parceiro íntimo, praticada ao longo da vida, entre as usuárias da atenção primária; associação das violências psicológica, física e sexual com as condições sociodemográficas, comportamentais e experiências pessoal e materna de violência. Nesse sentido, o álbum seriado, consiste em uma importante ferramenta de apoio aos profissionais durante os grupos de educação em saúde, uma vez que permitirá a ampliação das ações em saúde e as discussões acerca desse tema junto às usuárias, com foco não apenas na ruptura do ciclo, mas também na detecção e prevenção desse agravo.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8319
Aparece nas coleções:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_11528_Dissertação completa20180418-144153.pdf2.32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.