Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8801
Título: Análise evolucionária das abordagens desenvolvimentistas de Gunnar Myrdal e Ha-Joon Chang
Autor(es): Ferreira, Alana Carvalho
Orientador: Salles, Alexandre Ottoni Teatini
Palavras-chave: Economia Institucional Evolucionária
Desenvolvimento
Data do documento: 3-Jul-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta pesquisa debruçou-se sobre as contribuições teóricas da Economia Institucional Evolucionária , de maneira mais específica nos subsídios de ThorsteinVeblen e Geoffrey Hodgson, objetivando inferir uma metodologia evolucionária de análise. Em seguida, buscou-se compreender a influencia da metodologia inferida em teorias do desenvolvimento econômico selecionadas. Os autores eleitos foram os economistas institucionalistas Gunnar Myrdal e Ha-Joon Chang, cujas teorias foram exploradas em busca de convergências e divergências em relação à metodologia evolucionária inferida. Os principais resultados encontrados apontaram para importantes convergências teóricas em ambos autores. Ressalta-se a centralidade e a forma do processo de evolução dos fenômenos analisados e a importância das instituições, de maneira geral. Myrdal destacou-se por sua análise de hábitos enraizados e por sua sofisticação do conceito de causação circular. Chang se destacou por sua contribuição ao entendimento da mudança institucional.
This research focused on the theoretical contributions of the Evolutionary Institutional Economy, more specifically on the subsidies of Thorstein Veblen and Geoffrey Hodgson, in order to infer an evolutionary methodology of analysis. Next, we sought to understand the influence of the inferred methodology on selected economic development theories. The elected authors were the institutional economists Gunnar Myrdal and Hay-Joon Chang, whose theories were explored in search of convergences and divergences from inferred evolutionary methodology. The main results pointed to important theoretical convergences in both authors. The centrality and the form of the process of evolution of the analyzed phenomena and the importance of the institutions, in general, is emphasized. Myrdal stood out for his analysis of rooted habits and for his sophistication of the concept of circular causation. Chang stood out for his contribution to the understanding of institutional change.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8801
Aparece nas coleções:PPGECO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9146_Dissertação Alana Carvalho Ferreira - final.pdf1.33 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.