Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9426
Title: PTERYGODERMATITES (NEMATODA: RICTULARIIDAE): REVISÃO DE LITERATURA E IDENTIFICAÇÃO DE ESPÉCIES EM QUIRÓPTEROS DA MATA ATLÂNTICA, SUDESTE BRASILEIRO
metadata.dc.creator: SIMOES, M. B.
Issue Date: 28-Apr-2016
Publisher: Universidade Federal do Espírito Santo
Citation: SIMOES, M. B., PTERYGODERMATITES (NEMATODA: RICTULARIIDAE): REVISÃO DE LITERATURA E IDENTIFICAÇÃO DE ESPÉCIES EM QUIRÓPTEROS DA MATA ATLÂNTICA, SUDESTE BRASILEIRO
Abstract: Nematóides do gênero Pterygodermatites apresentam 38 espécies descritas e distribuídas por quase toda a extensão do globo, exceto na região australiana. Esses nematóides apresentam estruturas de difícil visualização e identificação, o que dificulta trabalhos taxonômicos a respeito do grupo. O primeiro capítulo deste trabalho baseia-se num referencial teórico acerca do gênero, preconizando pontos como levantamento histórico, a fim de compreender os critérios classificatórios que os levaram a posição taxonômica atual, como também os caracteres utilizados que induziram a separação do grupo em cinco subgêneros. Ainda retrata o ciclo biológico do parasito e a relação parasito-hospedeiro, em se tratando da potencialidade do animal em trocar de albergueiros. O segundo capítulo já traduz uma pesquisa de campo realizada com roedores, marsupiais e morcegos coletados na Mata Atlântica, a fim de encontrar nematóides parasitos do gênero Pterygodermatites, identificando-os e selecionando os melhores caracteres para realizar o trabalho taxonômico. Pterygodermatites foi encontrado apenas em morcegos e foi possível identificar duas espécies já registradas na região Sudeste do Brasil: Pterygodermatites (Paucipectines) elegans e Pterygodermatites (Paucipectines) jagerskioldi, sendo que essa última espécie só fora relatada em roedores. Além disso, é descrita neste trabalho uma espécie potencialmente nova, pertencente ao subgênero Pterygodermatites, o qual era apenas reconhecido na Europa, Ásia e América Central, expandindo a distribuição geográfica conhecida do grupo. Neste segundo capítulo também consta a discussão dos principais caracteres utilizados para a identificação do grupo e a seleção de algumas estruturas até então não padronizadas e abordadas de forma clara para a taxonomia do grupo. São propostas uma chave de identificação do gênero, assim como uma tabela comparativa com estruturas diagnósticas que não estão necessariamente presentes na chave taxonômica, mas que facilitam a identificação dos táxons em questão. Assim, este trabalho traz uma ampliação da caracterização morfológica e taxonômica do gênero, contribuindo, consequentemente, para o aprimoramento do conhecimento em aspectos evolutivos e ecológicos do grupo. Palavras-chave: Chiroptera, distribuição geográfica, Mata Atlântica, parasitologia.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9426
Appears in Collections:PPGBAN - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_9794_VERSÃO FINAL_MARIANA_BRANDÃO PDF20160614-85156.pdf2.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.