Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11258
Título: Estresse e bem-estar no trabalho de enfermeiros hospitalar : proposta de promoção à saúde do trabalhador
Autor(es): Silveira, Eliseu de Ávila
Orientador: Batista, Karla de Melo
Coorientador: Grazziano, Eliane da Silva
Data do documento: 2-Abr-2019
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Introdução: o estresse é inerente ao trabalho do enfermeiro e sua cronicidade impacta diretamente na saúde no aspecto biopsicossocial, além de inferir negativamente nas organizações e na qualidade da assistência prestada por esse profissional. Por outro lado, promover bem-estar no trabalho favorece melhorais em níveis individual e organizacional. O relaxamento muscular progressivo é uma intervenção de enfermagem que repercute no indivíduo com respostas fisiológicas e comportamentais. Desta forma, a introdução dessa tecnologia nos ambientes laborais destes profissionais é importante e desafiadora, uma vez que, possibilita refletir em melhorias para as instituições e na saúde individual, bem como na assistência prestada ao paciente. Objetivo: avaliar o efeito do uso de um protocolo de relaxamento nos níveis estresse e bem-estar no trabalho de enfermeiros hospitalar. Metodologia: estudo longitudinal, prospectivo, de natureza quantitativa, que acompanhou, durante oito semanas consecutivas, 16 enfermeiros de uma instituição hospitalar que se autorreferiram estressados no trabalho. O protocolo foi constituído de oito sessões de relaxamento muscular progressivo. Para a coleta de dados, utilizou-se de questionário estruturado contendo variáveis sociodemográficas e profissionais; Escala de Estresse no Trabalho (EET); Escala de Bem-Estar no Trabalho (EBET), na sua entrada no protocolo e após a sua finalização. Para análise dos dados, utilizou-se os testes Shapiro-Wilk, Wilcoxon, Sperman e Mann-Whitney com nível de significância de 5%, pelo pacote Estatístico para Ciências Sociais - SPSS (versão 19.0). Resultados: observou-se redução das médias de estresse (60/55 p=0,166) e aumento das médias fatores de bem-estar no trabalho relacionadas ao afeto positivo, afeto negativo e realização (3.22/3,42 p=0,073; 2,07/2,29 p=0,094 e 3,71/3,92 p=0,060), respectivamente. Produto: elaborou-se um protocolo assistencial para promoção de saúde do trabalhador com uso do relaxamento muscular progressivo e um instrumento para avaliação de programa de promoção de saúde do trabalhador. Conclusão: o uso de protocolo de relaxamento muscular progressivo proporcionou redução da média de estresse e promoveu bem-estar no trabalho. Além disso, é uma técnica simples, de baixo custo, autoaplicável e exequível no ambiente de trabalho, que demanda pouco tempo do trabalhador para sua execução e impacta de forma significativa no desenvolvimento de suas atividades laborais.
Introduction: stress is inherent in the work of the nurse and its chronicity has a direct impact on health in the biopsychosocial aspect, besides negatively inferring in the institutions and in the quality of care provided by this professional. On the other hand, promoting well-being at work among these workers favors improvements at the individual and organizational levels. Progressive muscle relaxation is a nursing intervention that affects the individual with physiological and behavioral responses, thus, the introduction of this technology in the work environments of these professionals, becomes important and challenging, since, it allows to reflect in improvements for the institutions and individual health, as well as patient care. Objective: to evaluate the effect of the use of a relaxation protocol on the levels of stress and well-being in the work of the hospital nurses. Method: study longitudinal, prospective, of a quantitative nature that followed, during eight consecutive weeks, 16 nurses from a hospital institution who self-refer stressed at work. The protocol consisted of eight sessions of progressive muscle relaxation. Data were collected by questionnaire containing sociodemographic and professional variables; Work Stress Scale; Work Well-being Scale, upon entry into the protocol and upon its finalization. For the data analysis, the Statistical Package for Social Sciences - SPSS (version 19.0), the Shapiro-Wilk, Wilcoxon, Sperman and Mann-Whitney tests were used, with a significance level of 5%. Results: the average of the stress decreased from 60/55 (p= 0.166) and the average of the welfare factors at work: positive affect, negative affect and achievement increased from 3.22 / 3.42 (p = 0.073); 2.07 / 2.29 (p = 0.094) and 3.71 / 3.92 (p = 0.060), respectively. Product: a care protocol was developed for the promotion of worker's health with the use of progressive muscle relaxation and an instrument for evaluating the worker's health promotion program. Conclusion: the use of progressive muscle relaxation protocol provided reduced mean stress and promoted well-being at work. In addition, it is a simple, low-cost, self-enforceable and practiclable technique that demands little time from the worker for its execution and significantly impacts on the development of its work activities.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11258
Aparece nas coleções:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13393_DISSERTAÇÃO ELISEU MAIO-mesclado.pdf668.12 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.