Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11276
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorRomera, Liana Abrão-
dc.date.accessioned2019-06-28T02:02:07Z-
dc.date.available2019-06-27-
dc.date.available2019-06-28T02:02:07Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/11276-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectleisureeng
dc.subjectundergraduateeng
dc.subjectdrugseng
dc.subjectlazerpor
dc.subjectJuventudes universitáriaspor
dc.subjectDrogaspor
dc.titleVivências de lazer das juventudes universitáriaspor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc796-
dcterms.abstractEm um cenário de valorização e de diversas possibilidades de vivências de lazer, investigar os modos com que as juventudes experienciam o lazer pode contribuir para compreender os sentidos dados as vivências, bem como as realidades heterogêneas das próprias juventudes. Por tanto, esta investigação objetivou conhecer as vivências de lazer do público jovem universitário do curso de Educação Física da Universidade Federal do Espírito Santo. Para tanto, a pesquisa se divide em três partes principais, a primeira que trata das práticas de lazer referentes às preferências, vontades e barreiras que impossibilitam a concretização das vivências de lazer do público; a segunda, que versa sobre o lazer noturno, as expectativas e os itinerários de lazer destes jovens na noite e a terceira, que observa os usos de drogas lícitas e ilícitas dos jovens no cenário do lazer noturno. Assim, trata esta investigação de uma pesquisa qualitativa descritiva com aplicação de questionário online em uma população de 217 graduandos (41,5% mulheres e 58,5% homens). Foram realizados intercruzamentos por meio do pacote estatístico IBM SPSS das preferências, vontades, tempos disponíveis e recursos de lazer dos jovens universitários, bem como as questões que envolvem o lazer noturno e consumo recreativo de drogas entre estas juventudes. As vivências de lazer desta população se apresentam a partir de um amplo repertório, o qual evidencia a procura por experiências de socialização, físico-esportivas e de descanso da rotina de vida. Identificamos que as vivências que compõe interesses turísticos, intelectuais e artísticos (com exceção do cinema) configuram os anseios de lazer entre estas jovens expressões principalmente pela falta de tempo ou de dinheiro para a realização. A pesquisa apontou também que os cenários de lazer noturno, em especial nos fins de semana, apresentam momento de ruptura com a vida corriqueira e de socialização através de uma diversidade de itinerários de lazer e que, para uma parcela da população pesquisa, são também contextos de usos de drogas. Entre os homens e mulheres investigados, 63,6% consomem bebidas alcóolicas na noite e 49% da população bebedora tem padrão de binge drinking, modalidade que aparece com porcentagens mais altas quando o uso é atribuído a espaços informais, como ruas e praças, potencialmente pelo menor controle regulatório do que bares e pubs. Quanto aos consumos ilícitos, 19,3% dos jovens estudados declaram o uso e a maconha aparece entre 95,3% destes consumos, dentre os quais 20% apresentam uso diário. Outros consumos relatados são de ecstasy (32,6%), solventes (14%), cocaína (9,3%). Sugerimos que estas juventudes apresentam amplo repertório de lazer com ênfase em práticas de socialização. O lazer noturno é caracterizado por diversos itinerários e pela ruptura com o cotidiano. Para uma parte dos universitários, os consumos de drogas estão intrinsecamente relacionados às pautas de lazer noturno e tangenciam questões como a expressão autônoma de suas identidades e de suas preferências, as quais, estão menos ligadas as ideias de desvio e muito mais às questões de estilo de vida e identidade nas sociedades contemporâneas.por
dcterms.abstractIn a world scenario of increase and a range of possibilities of leisure experiences, to explore the way in which youths experience leisure can contribute to understanding the senses given the experiences, as well as the heterogeneous realities of the youths themselves. This research aimed to know the leisure experiences of young undergraduate students of Physical Education of the Universidade Federal do Espírito Santo. To do so, the research is divided into two parts, the first one explores leisure practices related to preferences, wishes and barriers that make it impossible for the public to experience leisure activities. The second one, which aim to know the nighttime leisure experiences and the third, which observes the use of licit and illicit drugs among the undergraduate students. This research is a descriptive qualitative investigation with application of an online survey in a population of 217 undergraduates (41.5% women and 58.5% men). The data analyze was performed through the IBM SPSS statistical package. We focused on the preferences, wishes, times available and recreational resources of young university students, as well as issues involving nighttime recreation and recreational drug use among these youths. The youth’s leisure experiences have a broad repertoire, which evidences the pursuit for experiences of socialization, physical and sports practices and rest from the daily routine. We identify that the tourist, intellectual and artistic practices configure the leisure wishes among these young expressions mainly due to the lack of time or money for the realization. The research also pointed out that the nighttime leisure scenarios, especially at the weekends, show a moment of rupture with everyday life and socialization through a diversity of leisure itineraries, for a portion of the population, rare also contexts of drug use. Among the men and women investigated, 63.6% drink alcoholic beverages at night and 49% of the drinking population has a pattern of binge drinking, that appears with higher percentages when consumed in informal spaces such as streets and squares, potentially by less regulatory control than in bars and pubs. As for illicit consumption, 19.3% declare their use and marijuana appears among 95.3% of these consumptions, among which 20% have daily use. Other reported intakes are ecstasy (32.6%), solvents (14%), cocaine (9.3%). We suggest that these youths have a wide repertoire of leisure with an emphasis on socialization. The nightime leisure is characterized by several itineraries and by rupture with everyday life To a part of the university students we suggest that drug consumption is intrinsically related to nighttime leisure patterns highlight issues such as autonomous expression of their identities and preferences, which are less connected deviant behavior, but to issues of identity and lifestyle in contemporary societies.eng
dcterms.creatorFreitas, Heloisa Heringer-
dcterms.formatTextpor
dcterms.issued2019-05-28-
dcterms.languagePor-
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação Físicapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqEducação Físicapor
dc.publisher.courseMestrado em Educação Físicapor
dc.contributor.refereeQuintana, Idurre Lazcano-
dc.contributor.refereeMartins, Raul Aragão-
dc.contributor.advisor-coHenriques, Susana Alexandra-
Aparece nas coleções:PPGEF - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_13316_Dissertação - Heloisa Heringer Freitas.pdf3.47 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.