Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7188
Título: Redução da pressão arterial ambulatorial após uma sessão de treinamento de corrida na intensidade do limiar anaeróbio em corredores de meia idade
Autor(es): Pezzim, Juliana Zanol Cardoso
Orientador: Carletti, Luciana
Data do documento: 26-Mai-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A corrida de rua é uma prática esportiva que cresce a cada ano em todo o mundo, assim como seu número de adeptos, sendo que, muitos destes corredores iniciam esta atividade na meia-idade, buscando benefícios físicos, sociais e psicológicos. Sendo, o exercício aeróbio contínuo, um instrumento não farmacológico de controle da pressão arterial (PA), e o mais relacionado com a hipotensão pós-exercício, este estudo teve como objetivo, descrever as respostas cardiovasculares de recuperação da frequência cardíaca (FC) e pressão arterial (PA), registradas durante as 24h seguintes a uma sessão de treinamento na intensidade do limiar anaeróbio ventilatório (LAV) de corredores saudáveis de meia-idade, comparar as médias pressóricas e FC de 24h, vigília, sono e cargas pressóricas nos mesmos períodos entre o MAPA controle e MAPA após a sessão no LAV, e ainda, comparar as médias horárias da pressão arterial e FC da MAPA controle e da MAPA após a sessão do LAV nos períodos de vigília e sono. Vinte e dois homens saudáveis de meia-idade, corredores, foram submetidos uma sessão de exercício realizada na intensidade do LAV, sendo que a PA foi medida através da MAPA após a sessão e foi comparada a MAPA realizada em um dia controle. A média da PAS apresentou redução nas 24h (123 ± 2 vs 120 ± 2,p≤ 0,009) e na Vigília (127 ± 2 vs 123 ± 2,p≤ 0,002), já as médias da PAD apresentaram redução nas 24h (73 ± 1 vs 74 ± 2,p≤ 0,019), no período da Vigília (80 ± 1 vs 78 ± 2,p≤ 0,020). A média da PAM também foi reduzida nas 24h (91 ± 1 vs 89 ± 2,p≤ 0,004) e na vigília (95 ± 1 vs 93 ± 2,p≤ 0,016). Os valores de carga pressórica sistólica mostraram redução significativa na média de 24h (p<0,005) e na média de vigília (p<0,003); e diastólica na média de 24h (p<0,032) e na média do sono (p<0,015). A curva de comportamento das médias horárias de PA e FC mostram redução significativa da PAS (p<0,004), PAD (p<0,031), PAM (p<0,017) entre os momentos (controle x LAV). Em conclusão, uma sessão de exercício aeróbio realizado na intensidade do LAV, causa redução da pressão arterial ambulatorial sistólica, diastólica e média, em corredores de rua de meia-idade saudáveis, na vigília e nas 24h, mas não no sono
Street racing is a sporting practice that grows every year around the world, as well as its number of fans, and many of these runners start this activity in middle age, seeking physical, social and psychological benefits. Continuous aerobic exercise, a nonpharmacological instrument for controlling blood pressure (BP), and most related to postexercise hypotension, was the objective of this study to describe the cardiovascular responses of heart rate (HR) recovery and blood pressure (PB), recorded during the 24 hours following a training session in the intensity of the ventilatory anaerobic threshold (LAV) of healthy middle-aged runners, compare the mean and 24-hour heart rates, wakefulness, sleep and pressure loads in the same Periods between ABPM control and ABPM after the LAV session, and also to compare the hourly mean blood pressure and HR of the ABPM and ABPM after the LAV session in the wake and sleep periods. Twenty-two healthy middle-aged men, runners, underwent an exercise session performed on LAV intensity, and BP was measured by ABPM after the session and was compared to ABPM performed on a control day. Mean SBP presented a reduction in 24h (123 ± 2 vs. 120 ± 2, p≤0.009) and in the Vigil (127 ± 2 vs. 123 ± 2, p≤0.002) ; mean values of PAD showed reduction in 24h (73 ± 1 vs 74 ± 2, p≤0.019), in the wake period (80 ± 1 vs 78 ± 2, p≤0.020). The mean MAP was also reduced in 24h (91 ± 1 vs 89 ± 2, p <0.004) and in wakefulness (95 ± 1 vs 93 ± 2, p≤0.016). The systolic pressure load values showed a significant reduction in the mean of 24h (p <0.005) and in mean waking (p <0.003); (P <0.032) and the mean of sleep (p <0.015). The behavioral curve of the HR and FC hours showed a significant reduction of SBP (p <0.004), DBP (p <0.031), MAP (p <0.017) between moments (control x LAV). In conclusion, an aerobic exercise session performed in the LAV intensity causes a reduction in systolic, diastolic and mean ambulatory blood pressure in healthy middle-aged street runners in the wake and 24 hours, but not in sleep.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7188
Aparece nas coleções:PPGEF - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11038_Dissertação Final Juliana Zanol .pdf775.61 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.