Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8006
Título: Influência da sobrecarga aguda de ferro no eixo hipotálamo-hipófise-gonodal e na função cardiovascular de ratas
Autor(es): Rossi, Emilly Martinelli
Orientador: Graceli, Jones Bernardes
Coorientador: Santos, Leonardo dos
Data do documento: 12-Jun-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Ferro é um mental essencial e desempenha funções importantes na fisiologia de mamíferos. No entanto, a sobrecarga de ferro bem como o seu depósito nos tecidos têm levado a disfunções endócrinas. Estudos que avaliam os efeitos da sobrecarga de ferro aguda no eixo hipotálamo-hipófise-gonodal (HPG) são particularmente escassos. Este estudo avaliou a sobrecarga de ferro aguda sobre a função HPG, a produção de radicais livres e os efeitos nos parâmetros hemodinâmicos. Ratas Wistar foram tratadas com ferro dextrano (250, 500 e 1000 mg/Kg ip) e sua morfofisiologia reprodutiva foi avaliada por meio da análise histológica, foi mensurado a concentração de ferro por espectrofotometria de absorção atômica, estresse oxidativo na hipófise, ovário e segmentos aórticos pela técnica de DHE e a concentração plasmática de estrogênio nas ratas tratadas com ferro. O tratamento com sobrecarga de ferro desencadeou acúmulo nos tecidos, aumento na produção de ânion superóxido na hipófise, ovário e aorta, prejudicou no desenvolvimento folicular ovariano bem como redução da concentração plasmática de estrogênio e alterou a PSVD nas ratas do grupo Fe 500. Ademais, estes dados fornecem evidência in vivo em que a sobrecarga de ferro aguda é tóxico para morfofisiologia do eixo HPG, que pode estar associado com riscos à função reprodutiva.
Iron is an essential metal and plays critical role in physiologic process of mammals. However, iron overload as well their tissue deposit have been shown to be endocrine disrupters. However, studies evaluating the effects of acute iron overload on hypothalamus-pituitary-gonodal (HPG) axis health are particularly sparse. This study evaluated the acute iron overload on the HPG function, the production of free radicals and the effects on hemodynamic parameters. Females rats were treated with iron dextran (250, 500 e 1000 mg/Kg ip) and reproductive morphophysiological was assessed by histological analysis, was measured the concentration of iron by atomic spectrophotometry, oxidative stress in the pituitary, ovary and aortic segments by DHE, estrogen levels in female rats treated with iron. Treatment with iron overload triggered accumulation in tissues , increase of superoxide anion production in the pituitary , ovary and aorta, abnormal ovarian follicular development and reduction of estrogen levels and changed the PSVD observed in the group Fe 500. Together, these data provide in vivo evidence that acute iron overload are toxic for HPG morphophysiology, which may be associated with risks to reproductive function.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8006
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9115_Dissertação Emilly Martinelli Rossi.pdf1.44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.