Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8342
Título: Ressonância magnética na avaliação das articulações do pé de pacientes com artrite reumatoide
Autor(es): Rondina, Ronaldo Garcia
Orientador: Mello, Ricardo Andrade Fernandes de
Data do documento: 24-Jun-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: RONDINA, Ronaldo Garcia. Ressonância magnética na avaliação das articulações do pé de pacientes com artrite reumatoide. 2016. 65 f. Dissertação (Mestrado em Medicina) - Programa de Pós-Graduação em Medicina, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2016.
Resumo: Objetivo: Estudar as articulações do pé clinicamente dominante de pacientes com artrite reumatoide por meio de exames de RM utilizando o escore RAMRIS e correlacionar com os dados clínicos relacionados à atividade da doença e capacidade funcional, avaliados respectivamente pelos escores DAS28 e HAQ. Métodos: Foi realizado um estudo transversal e descritivo com cinquenta e cinco pacientes com diagnóstico de artrite reumatoide acompanhados pelo ambulatório de Reumatologia do Hospital Cassiano Antônio de Moraes (HUCAM) da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) entre fevereiro e dezembro de 2014. Foi realizadaavaliação do pé clinicamente dominante pela ressonância magnética, bem como foram coletados dados clínicos e laboratoriais para mensuração dos escores DAS28 e HAQ. Resultados: Nosso estudo demostrou uma relação linear entre grau de acometimento articular, avaliado pelo RAMRIS, com a perda de capacidade funcional, avaliada pelo questionário HAQ. Também houve relação linear entre o escore que avalia a atividade da doença (DAS28) e o HAQ. Não houve relação estatística entre o grau de acometimento articular, avaliado pelo RAMRIS, com o escore DAS28. Conclusão: Concluímos que a avaliação por RM pode documentar um estado de doença persistentemente ativa apesar da remissão clínica avaliada pelo escore DAS28.
Purpose: Study the joints of the clinically dominant foot of patients with rheumatoid arthritis by MRI using RAMRIS score and correlate with clinical data regarding disease activity and functional capacity, measured respectively by DAS28 and HAQ scores. Methods: Cross-sectional descriptive study of fifty-five patients diagnosed with RA followed by the rheumatology division of the Hospital Cassiano Antonio Moraes of the Federal University of Espírito Santo between February and December 2014. The patients' clinically dominant foot was assessed by MRI and clinical and laboratory data were collected to measure the DAS28. Results: Our study demonstrated a linear relationship between the degree of joint involvement, measured by the RAMRIS, with the loss of functional capacity, assessed by HAQ questionnaire. There was also a linear relationship between the score that measures disease activity (DAS28) and HAQ. There was no statistical relationship between the degree of joint involvement, measured by RAMRIS, and DAS28. Conclusion: We conclude that the assessment by MRI can document a state of persistently active disease despite clinical remission assessed by DAS28 score.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8342
Aparece nas coleções:PPGMED - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9947_Final - Dissertacao.pdf14.08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.