Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10113
Título: Associação dos benefícios de transferência direta de renda no sucesso do tratamento da tuberculose no Brasil
Autor(es): Oliosi, Janaína Gomes Nascimento
Orientador: Maciel, Ethel Leonor Noia
Coorientador: Sales, Carolina Maia Martins
Data do documento: 23-Mai-2017
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Apesar dos esforços para a eliminação da TB, a doença continua sendo um grande problema de saúde pública, relacionada a probreza. Isso é evidente nos 30 países com maior carga da doença em que aqueles com maior carga possuem maiores desigualdades sociais. Estudos mostram o potencial dos programas de proteção social na saúde pública e o sinergismo entre intervenções de proteção social e os programas de controle da TB pode ser eficaz. Objetivo: Descrever as características sociodemográficas, hábitos de vida, clínicas e comorbidades e avaliar os fatores associados ao desfecho do tratamento da TB, entre os grupos de beneficiários ou não da transferência direta de renda, em sete capitais brasileiras. Métodos: Estudo de coorte prospectiva de pacientes em tratamento da TB em sete capitais brasileiras. Os dados foram coletados de fevereiro de 2014 a abril de 2017. Os expostos foram os pacientes que recebem a transferência direta de renda e os não expostos aqueles que não recebem. As características sóciodemográficas, de hávitos de vida, clínicas e de comorbidades foram avaliadas entre os grupos. Realizamos os testes qui-quadrado de Pearson, Exato de Fisher e Mann-Whitney. Utilizamos a regressão logistica hierárquica, no qual a cura da TB foi a variável dependente e as váriaveis preditoras foram analisadas em níveis. Os dados foram apresentados em odds ratio e intervalo de confiança de 95%. Resultados: Foram 1.017 pacientes analisados no estudo, sendo que 834 (82,01%) não expostos e 183 (17,99%) exposto. O grupo exposto tem mais analfabetos, mais desempregados, as famílias possuem menores renda, mais pessoas sem rede de esgoto em seus domicílios e são mais pardas e pretas em comparação aos não expostos. Na análise hierárquica, o grau elevado de escolaridade (OR 4,79) e a faixa etária acima de 60 anos (OR 3,65) foram associados ao aumento do sucesso do tratamento de TB. Não houve associaçao entre a exposição e o desfecho do tratamento da tuberculose. Conclusões: Este estudo tem um potencial de contribuir no debate de políticas sociais no controle da TB no Brasil. São necessárias mais pesquisas para avaliar a contribuição das transferências de renda junto a outros programas sociais na redução de desfechos desfavoráveis do tratamento da TB.
Introduction: Despite efforts to eliminate TB, the disease remains a major public health problem, related to poverty. This is evident in the 30 countries with the highest burden of disease in which those with higher burden have greater social inequalities. Studies show the potential of social protection programs in public health and the synergy between social protection interventions and TB control programs can be effective. Objective: To describe the sociodemographic characteristics, life habits, clinical and comorbidities and to evaluate the factors associated with the outcome of treatment of TB, among the groups of beneficiaries or not of the direct transfer of income, in seven Brazilian capitals. Methods: Prospective cohort study of patients in TB treatment in seven Brazilian capitals. The data were collected from February 2014 to April 2017. Those exposed were the patients who receive the direct transfer of income and those not exposed those who do not receive. Socio-demographic, life history, clinical and comorbid characteristics were evaluated between the groups. We performed the chi-square tests of Pearson, Fisher's Exact and Mann-Whitney. We used hierarchical logistic regression, in which the TB cure was the dependent variable and the predictor variables were analyzed in levels. The data were presented in odds ratio and 95% confidence interval. Results: There were 1,017 patients analyzed in the study, of which 834 (82.01%) were not exposed and 183 (17.99%) were exposed. The exposed group has more illiterate, more unemployed, families have lower income, more people without sewage in their homes and are more brown and black compared to those not exposed. In the hierarchical analysis, the high educational level (OR 4.79) and the age group over 60 years (OR 3.65) were associated with an increase in the success of TB treatment. There was no association between exposure and outcome of tuberculosis treatment. Conclusions: This study has the potential to contribute to the debate of social policies in TB control in Brazil. Further research is needed to assess the contribution of income transfers to other social programs in reducing unfavorable outcomes of TB treatment.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10113
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_11093_Dissertação Final Janaína.pdf1.4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.