Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10669
Título: Multiterritorialidade no Distrito de Itapina, Colatina: Espírito Santo
Autor(es): Tesch, Arleida Lemke
Orientador: Bentivoglio, Julio César
Coorientador: Almeida, Renata Hermanny de
Palavras-chave: Multiterritorialidade - Povoamento - Vale do Rio Doce
Economia cafeeira
Modais de transporte - Itapina
Data do documento: 9-Ago-2018
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta dissertação analisa a evolução do povoamento, da economia cafeeira, da infraestrutura de transporte e suas inter-relações com a construção da multiterritorialidade materializada na paisagem de Itapina. Detém-se especialmente no período compreendido entre 1906, com a chegada dos trilhos às margens do Rio Doce, e 2016, com o fim do governo municipal que consolida o tombamento do núcleo urbano de Itapina em uma Área de Proteção do Ambiente Cultural. Destaca a importância da Fazenda Serra, de Francisco Vieira de Carvalho Milagres no povoamento dos arredores do núcleo urbano de Itapina. Identifica a localização do Aldeamento Laje e a presença dos índios Munhageruns e Nac-Nuncs na foz do Ribeirão Laje, afluente do Rio Doce e a ação do SPI em minimizar os conflitos que ocorrem entre os índios e os colonos. Destaca as conexões existentes entre as vias de comunicação utilizada por tropeiros com a ferrovia e a navegação fluvial, especialmente no Rio Doce, sendo que mais tarde as vias dos tropeiros são materializadas em estradas e rodovias. Enfatiza a história da Estrada de Ferro Vitória-Minas e a sua importância para o entreposto comercial que se estabelece no núcleo urbano de Itapina. Aponta que a ascensão e o auge da vida econômica em Itapina ocorre entre os anos de 1920 a 1950 e a decadência entre as décadas de 1960 e 1970, período da erradicação do café no Espírito Santo e no Brasil. Utilizando diversos trabalhos acadêmicos, como livros, artigos, dissertações, teses, análise de estudos, relatórios, diagnósticos, jornais e revistas, sobre os recortes adotados na pesquisa produzidos por órgão do governo e vinculados a ele que abordam o recorte temático e temporal da pesquisa, analisa o processo de ocupação do território por meio do povoamento, da implantação dos modais de transporte, do cultivo do café nos arredores do núcleo urbano de Itapina que se constitui numa dinâmica combinada e contínua de multiterritorialidade expressa na territorialização e na des-territorialização do indivíduo, grupo social e do Estado que constroem seus multi territórios integrando a experiência cultural, econômica e política em relação ao espaço. Os resultados evidenciam os motivos da decadência da vida econômica do núcleo urbano, enfatizam que o breve momento ascensão e decadência que se materializa no espaço/território como um legado preservado com o tombamento da Área de Proteção do Ambiente Cultural de Itapina, que se organiza em setores no Sítio Histórico Urbano de Itapina, demonstram que a população, representada na pesquisa, atribui valor a territórios na APAC, sendo que esses territórios correspondem a objetos, a eventos, a construções, a elementos da paisagem, e que os valores estão em constante reconstituição.
This dissertation analyses the evolution of settlement, the coffee economy, the transport infrastructure and its interrelations between the multi-territoriality materialised in Itapina’s landscape. It looks especially into the period between 1906 – the arrival of rails alongside with Rio Doce’s riverbanks – and 2016 – the end of the city management, which consolidates Itapina’s urban nucleus as a heritage area and a Protection Area of Cultural Environment. It highlights the importance of Francisco Vieira de Carvalho Milagres’ Fazenda da Serra in the settlement of Itapina’s urban nucleus surroundings. It identifies Aldeamento Laje’s location and the presence of Munhagerunsand and Nac-Nuncs indigenous people at Ribeirão Laje’s mouth, tributary of Rio Doce and SPI’s action aiming at minimizing the conflicts, which occur between the indigenous people and the settlers. It highlights the existing connections between communication channels used by muleteers with the railway and river navigation, especially at Rio Doce. These channels are later on materialised in roads and highways. It emphasizes the Vitória-Minas Railway’s history and its importance to the trading post established at Itapina’s urban nucleus. It pinpoints that the rise and climax of economic life in Itapina occurs in the years between 1920 and 1950 and the decay in the years between 1960 and 1970, when coffee is eradicated in Espírito Santo and in Brazil. By using several academic work, such as books, articles, dissertations, thesis, study analysis, reports, diagnostics, newspapers, and magazines about the focus adopted in the research produced by government bodies and linked to them and that approaches the theme and temporal focus of the research, it analyses the process of the territory occupation through its settlement, the implementation of transport means, the coffee cultivation at Itapina’s nucleus surroundings which establishes itself as a combined and continuous dynamics of multi-territoriality expressed in the territorialisation and in the deterritorialisation of the individual, social group, and the State which build their multi-territories by integrating the cultural, economic, and political experience in regards to the space. The results emphasise the reasons why the urban nucleus economic life decays, highlight that the brief moment of rise and decay which is materialised in the space/territory as a legacy preserved through the heritage listing of Itapina’s Protection Area of Cultural Environment which is organised through sectors at Itapina’s Historical Site, demonstrate that the population, represented in the research, attribute value to territories in PACE, and these territories correspond to objects, events, constructions, landscape elements, and the values which are in continuous reconstitution.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/10669
Aparece nas coleções:PPGGEO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_12661_Dissertação mestrado Arleida versão final.pdf9.74 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.