Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11779
Título: A utilização da violência na atividade policial : da insanidade coletiva à loucura solitária
Autor(es): Cavassani, Sonia Maria Correa
Orientador: Souza, Lídio de
Palavras-chave: Polícia
Violência
Saúde mental
Estereótipo (Psicologia)
Data do documento: 1998
Resumo: A literatura relacionada às atividades policiais tem enfatizado a complexa relação povo-polícia, destacando uma atuação historicamente discriminatória e pautada por métodos violentos, indicando a vinculação direta das atividades policiais aos interesses de dominação. Neste contexto é raro se analisar as concepções e I percepções dos próprios policiais. Este trabalho objetivou identificar, a partir de informações coletadas junto a policiais civis, as concepções sobre o uso de métodos violentos, as funções da polícia, a atuação discriminatória, os motivos para o ingresso e a permanência na instituição, bem como as concepções sobre as causas do adoecimento, e a relação com policiais que já adoeceram. A amostra, foi composta por 60 agentes e investigadores de polícia de ambos os sexos, distribuídos em dois grupos: Gl: 30 sujeitos com registros de afastamento(s) decorrente(s) de transtornos mentais e, Gll: 30 sujeitos sem qualquer registro de afastamento. Os dados foram coletados por meio de questionário estruturado focalizando os tópicos já mencionados. Verificou-se diferenças estatisticamente significativas entre os dois grupos de sujeitos em relação à maioria dos aspectos abordados. Os resultados demonstram uma cisão '/ acentuada entre policiais adeptos e contrários à utilização da violência e a consequente formação de out-groups recíprocos, compondo um complexo jogo de relações inter-grupos pautado pela exclusão. O processo de adoecimento vivenciado por parte dos policiais reflete com alto grau de fidelidade as tensões decorrentes não apenas do tipo de trabalho executado, mas principalmente da oposição de concepções sobre o que deva ser a instituição policial e seus métodos de trabalho.
The literature about the police activities have emphasized a complex relationship between society and the police, detaching a historically working discriminatory and regulated by violent method, indicating direct involvement of the police activities to the interests of the domination class. In this context is unusual if it analyzes the conception of the police themselves. This work had the purpose to identify, through collected information together with the civil police, conceptions about the utilization of violent methods, the police functions, discriminatory working, the reasons for the ingress and the remaining in the institution, as well conceptions about the causes of the police getting sick and the relationship with other cops that have been already sick. The sample, was organized by 60 agents and investigators from the police department both male and female, classified into two groups: Gl: 30 people with medicai license, originated from mind’s disturbing, and Gll: 30 people without medicai license. The data were collected by organized questionary from highlighting the topics already mentioned. It was found significant difference statistically between the two groups of people considering most of the subject that had been approached. The results show a scission accentuated among cops followers and against of utilization of violence and consequently organization of reciprocai out-groups building a complex game of relations inter-groups ruled by the exclusion. The process for becoming sick, lived by some cops reflect with high rank of fidelity of the stress originated not only form the kind of work done, but mainly the opposition of conceptions about what must be the police institution and their method of work.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/11779
Aparece nas coleções:PPGP - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
A utilização de violencia na atividade policial-da insanidade coletiva à loucura solitária.pdf
  Restricted Access
9.62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solictar uma cópia


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons