Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3536
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorDadalto, Maria Cristina-
dc.date.accessioned2016-08-29T14:12:15Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T14:12:15Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/3536-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectTrabalhadores nacionaispor
dc.subjectColônias de imigrantespor
dc.subjectProvince of Espirito Santoeng
dc.subjectImmigrationeng
dc.subjectImperial periodeng
dc.subjectNational workerseng
dc.subjectSlaveryeng
dc.subjectColonies of immigrantseng
dc.titleLaboriosos e morigerados ou indolentes e vadios : as múltiplas imagens do imigrante e do trabalhador livre nacional nos relatórios governamentais entre 1847 e 1882 no Espírito Santopor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc93/99-
dc.subject.br-rjbnMigraçãopor
dc.subject.br-rjbnEscravidãopor
dc.subject.br-rjbnBrasil - História - Império, 1822-1889por
dc.subject.br-rjbnDomingos Martins (ES) - Históriapor
dc.subject.br-rjbnSanta Leopoldina (ES) - Históriapor
dc.subject.br-rjbnRio Novo do Sul (ES) - Históriapor
dcterms.abstractDe 1847 a 1882, a Província do Espírito Santo passou pelo processo de formação de colônias de imigrantes (estatais ou particulares), principalmente de europeus, dentro de um amplo programa do governo imperial para importação de mão de obra para colonização territorial do País e substituição de trabalho escravo. Dentro desse contexto é que se formaram as colônias de Santa Isabel, Rio Novo e Santa Leopoldina, as três que tiveram maior desenvolvimento regional. Toda essa trajetória é relatada em documentos oficiais: relatórios de ministros do Império e de presidentes e vice-presidentes da Província que, ao longo dos anos, apresentaram informações burocráticas, mas também manifestaram opiniões, muitas e muitas vezes pejorativas, em relação aos imigrantes; opiniões essas que variaram conforme o governante e o período. É em torno dessas opiniões que se centra essa dissertação, formulada dentro da linha de pesquisa Estado e Políticas Públicas do Programa de Pós Graduação de História da Universidade Federal do Espírito Santo (PPGHIS-Ufes).por
dcterms.abstractFrom 1847 to 1882, the province of Espirito Santo went through the process of formation of immigrant colonies (state or private). Primarily European, the colonies were within a broad imperialist government program to import labor into the territorial colonization of the country and to substitute slave labor. Within this context were formed the colonies of Santa Isabel, Rio Novo, and Santa Leopoldina. These three colonies were those with the most regional development. This trajectory is reported in the following official documents: the province’s empire minister’s, president’s and vice president’s reports of the province who, over the years, presented bureaucratic information but also expressed opinions, often pejorative ones, toward immigrants. Such opinions would vary between the period’s respective ruler and it is around these opinions that this thesis will be focused on. This thesis is centered around these opinions, and it was formulated within the Estado e Políticas Públicas do Programa de PósGraduação de História da Universidade Federal do Espírito Santo (PPGHIS-Ufes) guidelines.eng
dcterms.creatorSoprani, Joel-
dcterms.formatText-
dcterms.issued2015-04-10-
dcterms.languageporpor
dcterms.subjectProvíncia do Espírito Santopor
dcterms.subjectImigraçãopor
dcterms.subjectPeríodo imperialpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Históriapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqHistória-
dc.publisher.courseMestrado em Históriapor
dc.contributor.refereeFranco, Sebastião Pimentel-
dc.contributor.refereeIotti, Luiza Horn-
Aparece nas coleções:PPGHIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7642_DISSERTAÇÃO cópia final impressão e site Ufes.pdf3.35 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.