Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3641
Título: A superação do pensamento metafísico na filosofia política de Jürgen Habermas
Autor(es): Scaldaferro, Maikon Chaider Silva
Orientador: Santos, Jorge Augusto da Silva
Coorientador: Luchi, José Pedro
Data do documento: 3-Ago-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: As teorias políticas modernas buscaram fundamentar a legitimidade do Estado de direito a partir de princípios metafísicos. Deste modo, uma crise do pensamento metafísico desemboca numa crise de legitimidade do Estado democrático de direito. O déficit de legitimidade é agravado com a falta de um poder unificador religioso capaz de organizar sociedades secularizadas e com a ausência de um éthos comum compartilhado por cidadãos seculares. É nesse contexto que se situa o pensamento de Jürgen Habermas. Este trabalho busca analisar a fundamentação do Estado democrático de direito na filosofia de Jürgen Habermas. Ele defende que Habermas realiza uma superação do pensamento metafísico em sua teoria do discurso. No primeiro capítulo, nós explicamos como Habermas compreende as principais características do pensamento metafísico, bem como os motivos de crise da metafísica. No segundo capítulo é demonstrado que o filósofo de Frankfurt elabora uma teoria da racionalidade e uma ética pós-metafísica. Esta ética pós-metafísica é o ponto de partida para o desenvolvimento da filosofia política habermasiana. No terceiro capítulo, nós examinamos como o Estado democrático de direito é reconstruído a partir de uma base pós-metafísica. Aqui a proposta habermasiana é comparada com o republicanismo e o liberalismo que apresentam uma fundamentação metafísica do Estado democrático de direito. Ao final, como conclusão de nosso estudo, nós debatemos os resultados da filosofia política pós-metafísica de Habermas.
The modern political theory tried to legitimate the democratic rule of law based on metaphysical principles. Thus, a crisis of metaphysical thinking leads to a crisis of legitimacy of the democratic rule of law. The deficit of legitimacy is enlarged for a lack of a religious unifier power, able to organize secular societies, and the absence of a common ethos, shared for secular citizens. It is in this historical context that Jürgen Habermas’ thinking emerges. This work aims to analyses the fundamentation of democratic rule of law in Jürgen Habermas’ philosophy. It states that Habermas overcomes the metaphysical thinking in your discourse theory. In the first chapter, we explain how Habermas comprehend the main features of the metaphysical thinking and the causes of metaphysic’s collapse. The second chapter demonstrates that the Frankfurt’s philosopher elaborates a theory of rationality and an ethics post-metaphysical. This post-metaphysical ethics is the point of departure for the development of habermasian political philosophy. At the third chapter, we examine how the democratic rule of law is reconstructed from a post-metaphysical base. Here the habermasian proposal is compared with the republicanism and the liberalism that present a metaphysical fundamentation of democratic state. Finally, as conclusion of our study, we debated the results of Habermas’ post-metaphysical political philosophy.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3641
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4104_Dissertação.Habermas-metafísica20130605-173201.pdf1.02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.