Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5394
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorLima, Rita de Cássia Duarte-
dc.date.accessioned2016-08-30T10:50:02Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-30T10:50:02Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/5394-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleTeias e redes de (des)encontros : usuários, necessidades e ofertas dos serviços de saúde no SUS - o caso do pronto atendimento São Pedropor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc614-
dc.subject.br-rjbnServiços médicos de emergênciapor
dc.subject.br-rjbnServiços de saúde públicapor
dc.subject.br-rjbnCuidados primários de saúdepor
dc.subject.br-rjbnSistema Único de Saúde (Brasil)por
dc.subject.br-rjbnPrograma Saúde da Família (Brasil)por
dcterms.abstractO fortalecimento da Atenção Básica por meio da Estratégia Saúde da Família (ESF) para reorientação do modelo assistencial não tem alterado o cenário histórico de preferência dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) por serviços de emergência e urgência, como os de pronto atendimento (PA). Identificar os principais fatores que levam os usuários a buscar o PA de uma Região de Saúde que tem 100% da sua população coberta pela ESF é o objetivo principal dessa pesquisa. O interesse dá-se exclusivamente pela opinião dos usuários a partir das suas experiências prévias na utilização dos serviços de saúde. Obter uma visão mais abrangente sobre a organização desses serviços compreende focalizar o ponto de vista de quem os utiliza. Para o desenvolvimento da pesquisa foi adotada a abordagem qualitativa. Os dados obtidos por meio de entrevistas semi-estruturadas foram tabulados utilizando a estratégia do Discurso do Sujeito Coletivo. Sua análise teve por base o método de Análise de Conteúdo segundo Bardin (1979). Os resultados apontam para a deficiência na forma de organização das unidades de saúde da família (USF) em virtude da dificuldade de acesso e da falta de resolutividade para os problemas de saúde dos usuários. O acesso funcional é o mais comprometido no que diz respeito a disponibilidade de recursos materiais e de profissionais de saúde, especialmente no que se refere ao profissional médico. A resolutividade está associada a menor disponibilidade e agilidade no atendimento prestado. Tais fatores são os principais motivadores da procura pelo PA para situações complementares ao atendimento iniciado nas USFs e também para situações de não-urgência, apesar de ser do conhecimento dos usuários que o PA é um serviço de referência para as situações de urgência. Outro resultado interessante são as propostas operacionais que emergem para melhorar a organização dos serviços prestados pelas USFs, de forma a responder com atendimento qualificado ao que é buscado em outros serviços. Na perspectiva do modelo centrado no usuário, objetivando a integralidade da atenção por meio de ações preventivas e promocionais além das curativas, promovidas por conhecimento multidisciplinar e por mudança nas práticas do trabalho em saúde, o estudo evidencia a necessidade de garantir o acesso do usuário ao sistema de saúde, pelos seus mais variados pontos de entrada, capacitados para realizar o acolhimento e atendimento da demanda apresentada, e, posteriormente, conduzindo-a de modo adequado e oportuno ao território de saúde responsável para continuidade do cuidado ao longo do tempo.por
dcterms.abstractThe implementation of the Family Health Strategy (ESF) as a mean to improve primary health care and redirect the model of health assistance hasn’t been able to change the historical predilection of Vitoria’s Single Health System (SUS) users for emergency health services. Identifying critical reasons that lead users to seek assistance at the Emergency Unit (PA) of a territory completely covered by ESF is the main objective of this study. The present study focuses on user’s opinions on health services based exclusively on their previous experiences. Obtaining an extensive understanding on the organization of these services requires comprehending the point of view of those who use it. A qualitative approach was used for the development of the study. Information acquired through semi-structured interviews was tabulated using as strategy the Discourse of the Collective Subject. Its analysis was based on the Content Analysis method proposed by Bardin (1979). Results indicate deficiencies on the organization of Family Health Units (USF) due to poor accessibility and lack of resolution to user’s health issues. Functional accessibility is the most compromised because of insufficient resources and health professionals, mainly doctors. Resoluteness is associated to minor availability and low agility of health care. These factors are the central reasons for seeking at Emergency Units (PA) complementary treatments to the ones already initiated on the USFs and also for non-urgent situations, even thought it is known by population that Emergency Units (PA) are a reference service for health emergencies only. Another interesting result extracted from the interviews regards the operational suggestions given by users to improve the assistance and care provided by USFs. These suggestions should be embraced by the USFs so that they become able to respond with quality care and assistance to the demands taken by users to other health services. Into the perspective of a health system focused on users, aiming for integral care through preventive and health promoting as well as curative actions and carried on by multidisciplinary knowledge and practical changes on work process in health, this study shows the need to guarantee user’s access to health system through its various access points, the capacity of health system to embrace and respond to user’s demands and afterwards lead them, in an appropriate and opportune way, to the specific health territory responsible for managing long term assistance.eng
dcterms.creatorFerreira, Josilda Terezinha Bertulozo-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2008-08-04-
dcterms.languagePorpor
dcterms.subjectServiços médicos de urgênciapor
dcterms.subjectSingle Health Systemeng
dcterms.subjectFamily Health Programeng
dcterms.subjectEmergency medical serviceseng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Saúde Coletivapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqSaúde Coletivapor
dc.publisher.courseMestrado em Saúde Coletivapor
dc.contributor.refereeAraújo, Maristela Dalbello-
dc.contributor.refereeBicudo, Sheilla Diniz Silveira-
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_2570_2006_JOSILDA TEREZINHA BERTULOZO FERREIRA_dissertacao.pdf1.12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.