Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5404
Título: Níveis de imunoglobulina A salivar, ansiedade, estresse e depressão de mulheres mastectomizadas em uso de tamoxifeno
Autor(es): Olympio, Paula Cristina de Andrade Pires
Orientador: Amorim, Maria Helena Costa
Data do documento: 3-Jun-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo visa avaliar as bases psiconeuroimunológicas de mulheres mastectomizadas quando submetidas à hormonioterapia utilizando como marcador imunológico a Imunoglobulina A salivar (IgAs). Trata-se de um estudo de ensaio clínico aleatorizado, composto de uma amostra de 55 mulheres, realizado no Programa de Reabilitação para Mulheres Mastectomizadas (PREMMA) no ambulatório de Oncologia Ylza Bianco e na secretaria do setor de quimioterapia, que funcionam no Hospital Santa Rita de Cássia, Vitória/ES, Brasil. Tem como objetivo avaliar o nível de IgAs de mulheres mastectomizadas submetidas a hormonioterapia e examinar a correlação entre a IgAs dessas mulheres com as variáveis idade, tabagismo, etilismo, tipo de carcinoma de mama, grau de estadiamento do câncer, sinais e sintomas de estresse, traço de ansiedade, estado de ansiedade e sinais e sintomas de depressão. Na coleta de dados sobre tais variáveis utiliza como instrumentos uma entrevista com registro em formulário, o STAI-STATE TRAIT ANXIETY INVENTORY (IDATE), a Lista de Sinais e Sintomas de Stress (LSS/VAS) e a Escala de Depressão Pós-Parto de Edinburgh (EPDS). Faz uso da imunoturbidimetria para dosar os níveis de IgAs, colhendo as amostras de saliva em dois momentos: antes de iniciar uso de tamoxifeno e três meses após início do tratamento. No tratamento estatístico utiliza o SPSS versão 13.0. Conclui-se neste estudo que não houve relação significativa entre a IgAs e as variáveis idade; tabagismo; etilismo; tipo de carcinoma de mama; sinais e sintomas de estresse; traço de ansiedade; estado de ansiedade. Entretanto, houve diferença signifitiva quanto ao grau de estadiamento e sinais e sintomas de depressão.
This study seeks to evaluate the psychoneuroimmunological basis of women who after having undergone mastectomies were submitted to hormonotherapy using salivary immunoglobulin A (IgAs) as an immunological marker. The study concerns a random laboratory trial composed of a sample of 55 women, which was performed at the Rehabilitation Program for Women with Mastectomies (PREMMA) at the oncology clinic of Dr. Ylza Bianco and at the reception area of the chemotherapy ward at the Santa Rita de Cássia Hospital, Vitória, Espírito Santo, Brazil. The goal of this trial was to evaluate the level of IgAs of mastectomized women submitted to hormonotherapy and to examine the correlation between the IgAs of those women, taking into account variables such as age, smoking habits, alcohol consumption habits, types of breast carcinoma, degree of cancer progression, signs and symptoms of stress, traces of anxiety, states of anxiety, and signs and symptoms of depression. Data with respect to these variables were collected by means of an interview (the information annotated in reports), the State-Trait Anxiety Inventory (IDATE in Portuguese), the list of signs and symptoms of stress (LSS/VAS), and the Edinburgh Postnatal Depression Scale (EPDS). The trial employed immunoturbidimetry in order to measure the levels of IgAs, collecting the saliva samples at two moments: before beginning the use of tamoxifen and three months after the treatment had started. The statistical methodology used in the study is the SPSS, version 13.0. It can be concluded from this study that there is no significant connection between the IgAs and the variables of age, smoking habits, alcohol consumption, types of breast carcinoma, signs and symptoms of stress, traces of anxiety and states of anxiety. However, there was a significant relationship between IgAs with signs and symptoms of depression and degree of cancer progression.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5404
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_2884_.pdf1.45 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.