Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5410
Título: Os efeitos da intervenção de enfermagem-relaxamento no sistema imunológico de mulheres com diagnóstico de câncer de mama
Autor(es): Repossi, Cláudia
Orientador: Amorim, Maria Helena Costa
Palavras-chave: Neoplasias da mama
Estresse
Breast neoplasms
Relaxation
Data do documento: 7-Nov-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo avalia os efeitos da intervenção-relaxamento no sistema imunológico de mulheres com diagnóstico de câncer de mama, atendidas no Hospital Santa Rita de Cássia, localizado no município de Vitória, Espírito Santo. A amostra foi composta de 40 mulheres (20 do grupo controle e 20 do grupo experimental). Como parâmetro imunológico foi utilizado o nível de Imunoglobulina A salivar (IgAs). O objetivo do estudo foi examinar a relação entre a IgAs e a utilização da técnica de relaxamento no grupo experimental comparadas com o grupo controle. Busca também examinar as relações dos níveis de IgAs com as variáveis idade, estadiamento do câncer, tabagismo, etilismo, traço e estado de ansiedade, padrão de comportamento para estresse e padrão de comportamento para coping. Para coleta dos dados utilizou-se entrevista com registro em formulário, Inventário de Traço-Estado de Ansiedade (IDATE) e o Instrumento Padrão de Comportamento para Estresse e Padrão de Comportamento para Coping (SCOPE-STRESS/SCOPE-COP). Foi utilizado a técnica de imunoturbidimetria para dosagem dos níveis de IgAs, que foram coletadas no momento do diagnóstico e uma semana depois. Para análise dos dados utilizou-se o SPSS-versão 13.0 (2004). Conclui-se que não houve relação significativa entre os níveis de IgAs dos grupo controle e experimental realizando uma única vez o relaxamento supervisionado. Também não houve relação significativa entre os níveis de IgAs com as variáveis de controle. Houve relação significativa dos sinais vitais quando utilizado a técnica de relaxamento.
Specific nursing interventions present effects on breast cancer diagnosed women’s immune system. The objectives this randomized controlled clinical trial are: examining the relationship between salivary levels of Immunoglobulin A (IgAs) and the utilization of relaxation technique as well as analyzing the association of IgAs levels and control variables such as age, cancer staging, smoking, alcoholism, statetrace anxiety, pattern of behavior under stress, coping behavior pattern in two groups of women (cases and controls) diagnosed with breast cancer being currently treated at Hospital Santa Rita de Cássia in Vitória, Espirito Santo state. Sample size was made up of 40 women (20 in the control group and 20 in the experimental group). Salivary immunoglobulin A (IgAs) levels were taken as Immunological parameter. Interviews recorded in formularies, STAI-STATE trait anxiety inventory (IDATE) and SCOPE-STRESS/SCOPE-COP were used to collect data for the study. Two samples of salivary IgAs were collect, the first at the time of diagnosis and the second one week later. IgAs dosage was performed through the technique of immunoturbidimetry. Data was analyzed using the Statistical Package for Social Sciences - SPSS version 13.0 (2004). Results evidenced that although presenting increase in IgAs for the experimental group, there was no statistical association between IgAs’s levels and relaxation intervention for the two studied groups. No significant association was observed between IgAs’s levels and state-trace anxiety, pattern of behavior under stress or coping behavior pattern; the only variable presenting statistically significant association with relaxation intervention was vital signs.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5410
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_3006_2006_CLÁUDIA REPOSSI_DISSERTACAO.pdf1.07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.