Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5439
Título: Devir-flor : a mulher buscando superar a depressão
Autor(es): Poton, Wanêssa Lacerda
Orientador: Figueiredo, Túlio Alberto Martins de
Palavras-chave: Saúde Coletiva
Movimento instituinte
Esquizoanálise
Data do documento: 30-Jun-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Experimentação vivenciada com um grupo de mulheres diagnosticadas como depressivas e acompanhadas pelo Programa de Saúde Mental de uma unidade de saúde do Município de Vila Velha - ES. Oficinas qualitativas, quatro ao todo, tendo como dispositivos as cantigas de roda, o desenho com massa de modelar, a dramatização e a dança; foram as abordagens utilizadas neste trabalho que potencializaram o processo de auto-análise e autogestão dessas mulheres: a Esquizoanálise - enquanto concepção ético-estético-revolucionário-desejante da vida e do mundo -, e o Esquizodrama - enquanto espaço de produção do revolucionário e do novo -, deram o tom dos acontecimentos. Buscando desviar-se do trabalho de grupo convencional, marcado pela repetição, a proposta de klínicas ofereceu a possibilidade de proliferação de multiplicidades. Durante as oficinas muitos acontecimentos tristes de suas vidas, parte de um eterno presente, foram sendo revisitados; mas, como ninguém consegue ser depressivo vinte e quatro horas por dia, acontecimentos alegres - verdadeiras palhaçadas amorfas -, permitiram a essas mulheres, numa explosão de alegria, metamorfosearem-se em flores. Essas mulheres (e um homem também), com histórias singulares e modos de vida peculiares, vivenciaram processos produtivo-desejante-revolucionários da vida e do mundo, com produção do novo.
An experimentation deeply experienced with a group of women diagnosed as depressive and followed by Mental Health Program from a Health Care Unit in the City of Vila Velha-ES. There were four qualitative workshops, in which the mechanism used were children ballads, drawing with modeling clay, dramatization and dance; this work had approaches which potencialized the process of self-analysis and self management of these women: the Schizoanalisys – as a conception willing-ethical-aesthetic-revolutionary of the life and the world -, and the Schizodrama – as a space of production of the revolutionary and the new -, they had given the tone of the events. Trying to turn aside the conventional group work, marked by the repetition, klínicas proposal is to offer the possibility of proliferation of multiplicities. During the workshops a number of sad events of their lives, part of a perpetual gift, had been revisited; but, since nobody can be depressive twenty four hours a day, happy events also happened – original amorphous jokes -, which allowed these women, in a joy explosion, like a metamorphosis into flowers. These women (and one man), with singular histories and peculiar ways of living, had lived productive-willing-revolutionary processes of the life and the world, with the production of the new.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5439
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4047_.pdf1.79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.