Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/7870
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorRangel, Letícia Batista Azevedo-
dc.date.accessioned2018-08-01T22:57:54Z-
dc.date.available2018-08-01-
dc.date.available2018-08-01T22:57:54Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/7870-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.subjectCâncer de mamapor
dc.subjectAtorvastatinapor
dc.subjectBreast cancereng
dc.subjectMetabolismeng
dc.subjectAtorvastatineng
dc.titleEstudo dos efeitos antineoplásicos da atorvastatina em monoterapia e em terapia combinada com quimioterápicos convencionais em modelos in vitro de câncer de mamapor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc615-
dc.subject.br-rjbnTumorespor
dc.subject.br-rjbnMamas - Câncerpor
dc.subject.br-rjbnMetabolismopor
dcterms.abstractO câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo e mais comum entre as mulheres, e sua taxa de ocorrência vem se tornando alarmante, configurando, desta maneira, um grande desafio à saúde mundial. É uma doença complexa e heterogênea, composta por múltiplos subgrupos com características biológicas e morfológicas distintas e apresenta diferentes manifestações clínicas e padrões de resposta às terapias vigentes. A alteração do metabolismo lipídico tem sido cada vez mais reconhecida como uma característica das células cancerosas. Estas alterações podem afetar a disponibilidade de lipídios estruturais para a síntese de membrana, síntese e degradação de lipídios que contribuem para a homeostase energética e para as funções de sinalização celular. Em consonância ao exposto, e em virtude da reduzida eficácia da quimioterapia atualmente em uso para determinados subgrupos de câncer, substâncias que interferem com o metabolismo lipídico, como é caso das estatinas, surgem como estratégias auxiliares promissoras no combate ao câncer. Neste estudo foi avaliado, em linhagens de câncer de mama, o efeito citotóxico da atorvastatina em monoterapia e em terapia combinada com medicamentos utilizados na clínica convencional. Os resultados mostraram que a droga testada tem atividade antitumoral em todas as linhagens de câncer de mama, sendo mais potente e eficaz para a linhagem MDA-MB-231. Adicionalmente, o efeito antineoplásico da atorvastatina parece estar associado à parada do ciclo celular na fase G1, bem como indução de autofagia. Ademais, a atorvastatina alterou a eficácia dos fármacos utilizados na clínica convencional, mas geralmente em concentrações mais elevadas do que as consideradas seguras e utilizadas na clínica.por
dcterms.abstractBreast cancer is the second most common kind of cancer in the world and the most common among women. Its frequency rate is becoming alarming, being this way a major challenge to global health. It is a complex and heterogeneous disease, composed of multiple subgroups with different biological and morphological characteristics and it shows different clinical manifestations and patterns of response to existing therapies. The metabolic reprogramming has been increasingly recognized as a characteristic of cancer cells. These changes may affect the availability of structural lipids for membrane synthesis, lipid synthesis and degradation that contribute to energetic homeostasis and cellular signaling functions. According to what has been mentioned above and due to the reduced effectiveness of chemotherapy currently in use for certain subgroups of cancer, substances that interfere with lipid metabolism, such as statins, appear as promising auxiliary strategies in the fight against cancer. In this study, atorvastatin alone and in combination with other chemotherapeutics had been evaluated in breast cancer cell lines. The results have shown that the tested drug have antitumor activity on all lineages of breast cancer, being the most effective inhibitor of MDA-MB-231 breast cancer cell growth. In addition, the antineoplastic effect of atorvastatin appears to be associated with G1 phase cell cycle arrest, as well as autophagy induction Moreover, atorvastatin altered the effectiveness of drugs used in conventional clinic, but most often at higher concentrations than those considered safe and used in the clinic.eng
dcterms.creatorSantos, Diandra Zipinotti dos-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2017-10-10-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Bioquímica e Farmacologiapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqFarmacologia Bioquímica e Molecularpor
dc.publisher.courseMestrado em Bioquímica e Farmacologiapor
dc.contributor.refereeBem, Daniela Amorim Melgaço G. do-
dc.contributor.refereeDaltoé, Renata Dalmaschio-
Aparece nas coleções:PPGBF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10927_032 - Dissertação Final - Diandra Zipinotti dos Santos.pdf1.15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.