Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8260
Título: Potencial de macrófitas aquáticas na fitorremediação do bário
Autor(es): Carvalho, Cássio Francisco Moreira de.
Orientador: Pires, Fábio Ribeiro
Coorientador: Bonomo, Robson
Egreja Filho, Fernando Barboza
Data do documento: 11-Jul-2016
Citação: CARVALHO, Cássio Francisco Moreira de. Potencial de macrófitas aquáticas na fitorremediação do bário. 2016. 64 f. Dissertação (Mestrado em Agricultura Tropical) - Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical, Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo, São Mateus, 2016.
Resumo: As atividades antrópicas têm elevado os níveis de metais pesados desde a revolução industrial especialmente na pedosfera. Resíduos industriais, utilização de pesticidas, mineração e atividades petroquímicas são as principais formas de contaminação ambiental. Os métodos convencionais de tratamento de ambientes contaminados são onerosos e destrutivos. Nesse contexto, a fitorremediação mostra-se uma técnica ambientalmente correta e de baixo custo. Com o objetivo de testar o potencial fitorremediador de três espécies de macrófitas aquáticas em áreas contaminadas com bário (Ba), foram conduzidos dois experimentos, um em casa de vegetação e outro em campo. As espécies de macrófitas utilizadas foram: Taboa (T), Junco (J) e Papiro (P). O experimento em casa de vegetação foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial, com quatro repetições, submetendo as três espécies a doses crescente de Ba (0,00; 150,00; 500,00; 1000,00 e 2000,00 mg kg-1 de Ba+2). O experimento em campo foi conduzido em blocos ao acaso, com três repetições, tendo como tratamentos as mesmas três espécies do experimento em casa de vegetação, solteiras (J, T, P) e consorciadas (JT, JP,TP,JPT) em uma área com histórico de contaminação. Os resultados em casa de vegetação mostram que as espécies de T e J são tolerantes a altos níveis de Ba, sendo que a T foi mais eficiente em translocar esse metal para a parte aérea. Os resultados do experimento em campo indicam que os tratamentos nos quais a T esteve envolvida foram os melhores e, dentre esses, o consórcio JT foi o que se destacou. Palavras-chaves: metal pesado, meio ambiente, contaminação do solo.
The increase of environmental pollution is a reflection of the intense human intervention on planet earth. Among contaminants the toxic metals present a high risk to human health because they are not biodegradable and can accumulate in the trophic levels of food chain. Phytoremediation, which is the use of plants for treating contaminated environments, has been shown promise in relation to conventional techniques. Thus, the objective of this work was evaluate the phytoremediation potential of three species of aquatic macrophytes (Eleocharis acutangula (Roxb.) Schult., Cyperus cf. papyrus L., Typha domingensis Pers.), in successive cycles of cultivation, having barium as metal contaminant in soil. The experiment was conducted in greenhouse in randomized block design, with four replications in a factorial scheme. The plants were subjected to increasing doses of barium (0,00; 150,00; 500,00; 1000,00 e 2000,00 mg kg-1 of barium) and the pots kept with water blade all the time to simulate flooded area. Biometric and chemical evaluations 4 conducted of plants, in three cycles, in the end the soil was also analyzed. Barium doses were negative influenced the production of biomass of plants, mainly on C. papyrus. It was observed that the species T. domingensis and E. acutangula were more efficient in extracting barium from soil to larger doses in the first two cycles. The first specie reached higher bioaccumulation factors and translocation, while the second presented a higher index of tolerance. We conclude by the results that the species T. domingensis and E. acutangula are tolerant high concentrations of barium and may be indicated as phytoremediator in environments contaminated with this metal more effectively after two cycles of cultivation.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/8260
Aparece nas coleções:PPGAT - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8755_68 - Cássio Francisco.pdf2.88 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.