Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9003
Título: Memórias de uma viagem cartográfica : a Gestão Autônoma da Medicação e o exercício do cuidado no Capsi de Vitória
Autor(es): Ferreira, Joyce Paula de Souza Pereira
Orientador: Caliman, Luciana Vieira
Coorientador: César, Janaína Mariano
Data do documento: 21-Set-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Esta dissertação se interessa em narrar uma trajetória de pesquisa que tem como fio condutor o cuidado. Pesquisa que se realizou em interface com o Projeto brasileiro da Estratégia da Gestão Autônoma da Medicação (GAM-BR), especificamente em Vitória (Espírito Santo) em um Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil (CAPSi). Esta escrita enuncia um desdobramento da GAM-BR em sua experiência inédita com Grupo de Intervenção com Familiares de crianças e adolescentes (GIFs) e, ao longo desta, busca-se analisar as questões que essa experiência produz no próprio dispositivo, no serviço, nos familiares, nas crianças e nos pesquisadores. Para essa análise, a escrita convoca, além do diário de campo, outros registros como áudios, memórias e narrativas produzidos coletivamente pelo grupo de pesquisa que tem sustentado o trabalho com a GAM no CAPSi – o grupo Fractal. Tendo como referencial metodológico a Pesquisa-Intervenção e o método cartográfico busca-se cultivar pistas para a problematização de modos de cuidar normalizantes, tutelares, solitários e sobrecarregados, possibilitando a emergência de novas práticas de cuidado que se efetuam de maneira coletiva, constituindo outros modos de existência e normatividade.
This dissertation aims to narrate the path of a research which had care practices as a guiding line. This research was conducted in relation with the Brazilian version of the strategy for autonomous management of medication (GAM-BR), specifically its usage in the Center for Childhood and Adolescence Psychosocial Attention (CAPSi) in Vitória, Espírito Santo. The present writing enunciates an unfolding of the strategy in the context of an unprecedented experience in an Intervention Group with Parents of children and adolescents (GIFs). We aim to analyse the issues that arose from this experience, reflecting on the strategy itself, but also on the workers of the service, the parents, the children and the researchers. In order to realize this analysis, this work considers the researcher’s field diary, but also audio records and writings created collectively by the research group which has sustained the experience with the GAM strategy in CAPSi - the Fractal group. As methodology, we rely on the idea of an intervention-research and the method of cartography, seeking to weave clues for the construction of new care practices that, instead of being burdens, normalizing and solitary, are collective, composing new ways of existence and normativeness.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9003
Aparece nas coleções:PPGPSI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_10366_Joyce Paula.pdf1.04 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.